terça-feira, 14 de abril de 2009

Ilha

Ele acordou querendo saber porque alguns sonhos parecem reais.
Sonhara estar em outro lugar, vivendo uma outra vida, enfim sendo outra pessoa.
Mudara de cidade, era feliz o tempo todo e não se preocupava com nada.
Acordava e seguia com os seus para algum lugar paradisíaco e apenas se importava com diversão.
Sonhava com o que faria no dia seguinte.
Parecia que duraria a vida toda.
Era algum tipo de provocação a sua mente?
Será que necessitava de uma mudança de ares?
Mais uma?
De onde viriam aqueles ventos gélidos e cortantes?
Aquele sol que parecia brigar com as águas do mar a fim de esquentá-las? 
Como poderia imaginar que tudo aquilo seria bom demais para ser verdade?
Vivia uma vida feliz?
Demais até do que qualquer felicidade real.
Parecia que duraria toda uma vida.
Uma vida real.
Aos poucos remetia a pensamentos de uma realidade fugaz, mesmo estando a sonhar.
Pensava que havia uma realidade qualquer que queria ignorar.
Uma realidade sacal e saudosa.
Queria demorar mais ali.
Naquele sonho.
Na irrealidade de um sonho real.
Na realidade de momentos quase que irreais.
Onde uns choram de tão alegres.
E outros congratulam os momentos mais recentes.
Seria lúdico demais pensar que tudo aquilo poderia ser real.
Até porque a felicidade, como já fora dito antes, parece durar pouco, pois uma vez nela, o tempo não se fazia presente. 
Não era contado, nem administrado.
Parecia passar mais rápido do que realmente o é.
Como dizem as mentes insanas : um segundo de felicidade passa mais rápido do que outro de tristeza.
Não sabia como espressar o que sentia naquele momento.
Nem o real significado daquele sonho.
Daquela vida.
Daquela vivida.
Dos outros.
Nem de sí.
Saudades sentia do sonho sonhado.
E quem sabe vivido.

3 comentários:

Hérlon Fernandes Gomes disse...

É, amigo, os sonhos quase sempre nos iludem com lugares, pessoas e situações mais confortáveis... É um mecanismo da alma que nos faz ambicionar de tudo! Abraços.

Carlos disse...

Era tudo tão perfeito, se tudo fosse só aquilo.

Adriano disse...

"De onde viriam aqueles ventos gélidos e cortantes?" hahaha
e era danado de real...

FEEDJIT Live Traffic Map

FEEDJIT Live Traffic Feed